Resenha: Black Para Sempre – Sandi Lynn

resenha_black

Sinopse:
Quando Ellery se mudou com o namorado, Kyle, para Nova York, achou que pela primeira vez seria feliz, enterrando para sempre os dramas do passado. Ledo engano: um belo dia, o sujeito arruma as coisas e vai embora, alegando “precisar de espaço”. Sozinha e deprimida, ela mergulha de cabeça na pintura, sua grande vocação, até que uma noite ajuda um belo e misterioso bêbado a voltar para casa de uma boate. Mal sabe ela que o homem é ninguém menos do que o cobiçado milionário Connor Black. Ao encontrar Ellery em sua cozinha na manhã seguinte, presumindo que ela infringiu sua regra número um e passou a noite lá, ele fica furioso, mas ela o enfrenta como nenhuma mulher jamais enfrentou, deixando-o intrigado não apenas com sua coragem e independência, mas também com sua bondade.Entretanto, há uma tempestade a caminho. Ambos guardam segredos terríveis que podem destruir a relação tão rara e preciosa que construíram. Qual dos dois terá coragem de abrir o jogo primeiro – ou será que a própria vida fará isso de forma totalmente inesperada?

separador

#DesafioDeLeitura – Confira o resultado do segundo livro do Desafio de Leitura do nosso Blog:

Este livro foi escolhido por tratar-se de um romance ‘hot’, porém não muito, não fui aos extremos, justamente para que eu pudesse aceita-lo mais facilmente. Infelizmente, para mim, o enredo previsível, extremamente entediante e me fez lembrar porque eu muitas vezes evito estes livros.
O protagonista, Connor Black não traz nada de especial. Cópia de vários CEOs misóginos que usam o sexo como diversão e demonstração de poder, porque em algum momento da vida aconteceu algo traumatizante, e para variar a única resposta é: transe como se não houvesse amanhã.

A mocinha, Ellery é, talvez, a única coisa que se salve neste livro. Embora teimosa como todas as outras, ela realmente não se tornou complacente, aceitando todas as imposições sem sentido de Connor, que estava acostumado a dar ordem para tudo e todos. Mas seu comportamento era uma contradição, assim como aparentava amar a vida e sua liberdade tinha atitudes que demonstravam o completo oposto.

Os demais personagens são totalmente dispensáveis, com destaque para Peyton, a melhor amiga de Ellery. Ela é sem dúvida a “pior melhor amiga” que eu já li. Logo após uma atitude extremamente insuportável e egoísta de Connor, momento que Ellery mais precisava de sua melhor amiga, a única pessoa que ela realmente tinha na vida, esta resolve viajar por duas semanas com o novo amor de sua vida, que ela conheceu três dias antes, e a abandona totalmente.
Com um infinito de cenas clichês que nada acrescentavam a trama, a autora se perde até no fuso horário. No mundo dela, Nova York tem 3 horas a menos que Los Angeles.

Na tentativa de criar uma comoção, um tema bem delicado foi inserido, mas não sei se eu realmente fiquei de má vontade, mas não me comoveu em nenhum momento, e eu sou daquelas que chora em comerciais de televisão. Não teve nenhuma atitude não previsível em todo o decorrer. Levou metade do livro para os personagens fazerem sexo, mas depois que isso ocorreu, era um infinito de prazer para todos os lados, não importando o momento nem o local. O normal comportamento de usar sexo como fuga se torna cansativo, e em vários momentos, pulei as páginas.
O livro foi narrado pela Ellery, mas perdido em um capítulo, Connor também fez uma narrativa que não acrescentou nada a trama e eu sinceramente não entendi porque foi feito, pois quando isso ocorre é para entendermos melhor alguma coisa, mas isso não ocorreu.

Tentei ler este livro realmente com boa vontade, por isso me coloquei neste desafio, mas neste caso parece só um livro igual aos demais como ‘Cinquenta Tons de Cinza’ ou ‘CrossFire’, que foram livros que eu gostei, mas não preciso ler outro livro igual.
O livro faz parte de uma trilogia que eu não vou ler, mas todos os livros serão publicados em breve pela Editora Valentina. Dou duas estrelas, porque estou de boa vontade.

2estrelas

Por Mirela

2 pensamentos sobre “Resenha: Black Para Sempre – Sandi Lynn

  1. Verdadeira adoração por esse livro… Li a trilogia, em inglês, e me encantei com a doçura do Connor e a fibra da Ellery. De início, realmente parece ser APENAS MAIS UM LIVRO HOT… Mas me surpreendi! Simplesmente encantada.
    Entendo que os gostos são diferentes, mas é uma linda história… vale a pena ser lido na íntegra, sem pular partes talvez fundamentais para se entender toda a história. AMOR INCONDICIONAL PELO LIVRO!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s