Resenha: A Voz do Arqueiro – Mia Sheridan

resenha_arqueiro

Sinopse:
Cada livro da coleção Signos do Amor é inspirado nas características de um signo do Zodíaco. Baseado na mitologia de Sagitário, A Voz do Arqueiro é uma história sobre o poder transformador do amor.
Bree Prescott quer deixar para trás seu passado de sofrimentos e precisa de um lugar para recomeçar. Quando chega à pequena Pelion, no estado do Maine, ela se encanta pela cidade e decide ficar.
Logo seu caminho se cruza com o de Archer Hale, um rapaz mudo, de olhos profundos e músculos bem definidos, que se esconde atrás de uma aparência selvagem e parece invisível para todos do lugar. Intrigada pelo jovem, Bree se empenha em romper seu mundo de silêncio para descobrir quem ele é e que mistérios esconde.
Alternando o ponto de vista dos dois personagens, Mia Sheridan fala de um amor que incendeia e transforma vidas. De um lado, a história de uma mulher presa à lembrança de uma noite terrível. Do outro, a trajetória de um homem que convive silenciosamente com uma ferida profunda.
Archer pode ser a chave para a libertação de Bree e ela, a mulher que o ajudará a encontrar a própria voz. Juntos, os dois lutam para esquecer as marcas da violência e compreender muito mais do que as palavras poderiam expressar.‪

separador

#‎DicaDaVez‬

“Eu já era brilhante. Só precisava ter alguma experiência de vida. Precisava de Thor.”

Archer’s Voice… Archer Hale… Archer…

Fernanda, por favor, tire esse sorriso ridículo do rosto! Por favor! Já deu, não? O livro já acabou! Você está parecendo uma idiota! Você está me deixando com vergonha!!! Não? Como assim não vai tirar? Affff…

Então… Archer’s Voice… Archer Hale… Archer…

*INSPIRE PROFUNDAMENTE PELO NARIZ*
*EXPIRE LENTAMENTE PELA BOCA*
*REPITA O PROCEDIMENTO… QUANTAS VEZES FOREM NECESSÁRIAS*
*SUSPIRE*

Como faz para tirar essa cara de “sonhando acordada”? Resposta: NÃO FAZ! Simplesmente impossível resistir aos encantos de Archer.

Desde antes mesmo do lançamento do livro nos EUA, “A Voz do Arqueiro”, de Mia Sheridan, já estava na minha lista de leitura, porque eu simplesmente me apaixonei pelo primeiro livro da série “Signos do Amor”, “Leo” (intitulado “O Coração do Leão” aqui no Brasil), e pelos seus personagens Jake e Evie, e queria conhecer todos os signos do amor, PRINCIPALMENTE sagitário! CLARO que sagitário não poderia ficar fora da minha lista! ÓBVIO que sagitário era o livro mais aguardado pela pessoa que vos escreve. Porém, com uma lista que cresce a cada dia em progressão geométrica, ele foi ficando de lado. E, mesmo com todos os comentários positivos e resenhas 5 estrelas, ele continuava na lista de espera. Até que decidi pegá-lo para ler.

*INSPIRE PROFUNDAMENTE PELO NARIZ*
*EXPIRE LENTAMENTE PELA BOCA*
*REPITA O PROCEDIMENTO… QUANTAS VEZES FOREM NECESSÁRIAS*
*SUSPIRE*

E, claro, se vocês estão lendo isso é porque sagitário não me decepcionou. O único problema é: como eu explico para vocês quem é Archer Hale? *SUSPIRO* Hum… Esse parece ser um padrão que talvez acabe sendo a melhor forma de explicá-lo: Archer Hale = Suspiros apaixonados que teimam em surgir sempre que o nome dele é mencionado ou lembrado. Não! Acho que essa explicação não é suficientemente compatível ou justa para descrevê-lo. Ele não pode ser reduzido a apenas simples suspiros.

Seria eu capaz de descrevê-lo em palavras? Inteligente… Não, não… Brilhante. Autodidata até. Inocente, mas não burro (isso já ficou claro, né?). Frágil. Mas Forte. Tímido. Mas Corajoso. Nobre. Genuíno. Simples. Misterioso. Incompreendido. Mas Transparente. Engraçado. Verdadeiro. Pensativo. Mas Direto. Apaixonante. Encantador. Invisível. Negligenciado. Mas Linnnnnnnnndo de tirar o fôlego. Hum… Soou muito contraditório, não?

Talvez, como disse minha querida amiga Camilla Carvalho (e desde já estejamos todas cientes do fato de que precisamos pedir autorização para ela quando quisermos tirar uma lasquinha dele, OK?), não tem como explicar Archer Hale em palavras. Somente LENDO para podermos compreender essa alma, esse coração, essa vida!

*INSPIRE PROFUNDAMENTE PELO NARIZ*
*EXPIRE LENTAMENTE PELA BOCA*
*REPITA O PROCEDIMENTO… QUANTAS VEZES FOREM NECESSÁRIAS*
*SUSPIRE*

Archer conquistou-me desde a primeira página do livro, aos sete anos de idade. Ele roubou meu coração naquele momento e o segura até agora em suas mãos. E não… eu não faço nenhuma questão de tê-lo de volta! A cada página, a cada capítulo, a cada cena em que eu o conhecia um pouco mais e compreendia quem era Archer Hale, o que se passava em seu mais profundo interior, meu coração acelerava por ele e despedaçava um pouco mais. É completamente IMPOSSÍVEL não cair em seus encantos! É completamente IMPOSSÍVEL não amá-lo desesperadamente! É completamente IMPOSSÍVEL não compadecer com sua alma e não chorar com suas feridas. É completamente IMPOSSÍVEL!!!!

“Eles não sabem quem é você, Archer. Não têm ideia. E não merecem saber.”

Do outro lado, temos Bree Prescott. Sabe aquelas mocinhas chatas, que tiram a gente do sério com suas dúvidas sem fim, com seus mimimis que irritam até o nosso último fio de cabelo? Aquelas mocinhas que nos fazem revirar os olhos, querer sacudi-las e, muitas vezes, dar um tapa para ver se apreendem alguma coisa e deixam de ser um pé no saco? Então… Bree é… completamente o OPOSTO de tudo isso! Que coração lindo de conhecer e desejar ter; desprendido de qualquer preconceito e sentimento egoísta; cheio de amor, compaixão, compreensão. Um coração e uma alma machucados, mas que trazem uma doçura inegavelmente incrustada em cada pequeno pedaço de seu ser. Bree é literalmente linda por fora e por dentro, por mais clichê que isso possa soar. Alegre e cheia de vida, mesmo com vários motivos para não ser. Alguém que sempre está pronta para olhar para o lado e REALMENTE ENXERGAR quem quer que seja independentemente da aparência, idade, gênero, e ver um ser humano com sentimentos, voz, sonhos. Definitivamente Mia Sheridan sabe criar uma mocinha que não nos tira do sério, mas que de fato nos ensina algo valioso.

“Você trouxe o silêncio,
O som mais lindo que já ouvi,
Porque era onde você estava.
E agora você o levou embora.
E todos os ruídos, todos os sons do mundo,
Não são altos o bastante para penetrar meu coração partido.”

E definitivamente Mia Sheridan sabe NARRAR uma história! Ela desenvolve competentemente, maravilhosamente e impecavelmente uma história com um enredo criativo e diferente, que nos conquista desde o começo e prende a atenção de seu leitor até o final. Com uma narrativa fluída, e uma linguagem e vocabulário ricos e diversificados, Mia desenvolve sua história e seus personagens de forma calma, completa e coerente. Cada peça encaixa-se perfeitamente no momento certo! E que fantástica ligação ela faz com a lenda de Quíron, o Centauro, inserindo a referência ao signo de sagitário de uma forma magnifica, fugindo completamente do senso comum, e provando, através de seus personagens, como a dor, física ou emocional, pode tornar-se uma fonte de força moral, espiritual e de superação.

E quanto às emoções? Bom… eu gosto mesmo é de descrever minhas emoções, sensações e reações, certo? E já que eu não consigo explicar quem é Archer por si só, posso ao menos tentar explicar o que é ler “A Voz do Arqueiro”, ou, pelo menos, descrever as sensações e emoções causadas por essa leitura.

*INSPIRE PROFUNDAMENTE PELO NARIZ*
*EXPIRE LENTAMENTE PELA BOCA*
*REPITA O PROCEDIMENTO… QUANTAS VEZES FOREM NECESSÁRIAS*
*SUSPIRE*

Ao ler “A Voz do Arqueiro”, tenham plena consciência que seus olhos estarão sempre brilhando. Em alguns momentos o brilho será uma reação à necessidade de seu organismo expressar quão tocante, apaixonante, inspiradora, encantadora é uma frase, um parágrafo, uma cena, um diálogo, a história por completo. (Brilho acompanhado de suspiro.) Outras vezes o brilho terá outra causa. Seus olhos estarão brilhando, porque eles estarão marejados; tomados por lágrimas. Lágrimas de alegria? Às vezes, mas principalmente por lágrimas geradas pela dor de ter mais um pedaço de seu coração partido, quebrado, despedaçado. Lágrimas provenientes da mais genuína dor e da necessidade de aliviar essa dor! Ahhhhh… Mas também haverá sempre o tal sorriso bobo estampado em seu rosto. (Brilho acompanhado de sorriso.) Sim… essa talvez seja a mais comum das expressões: sorriso bobo combinado com lágrimas que teimam e teimam em escapar dos olhos. Você ri, seus olhos brilham, você chora de alegria, você chora de dor, você ri novamente, seus olhos brilham, você chora de alegria, você chora de dor e você ri novamente! Um ciclo vicioso… doce ciclo vicioso acompanhado de um coração acelerado e do incomparável e sempre bem-vindo frio na barriga… Ahhhhhh… o frio na barriga!

O cupido me flechou, meu coração acelerou, o frio na barriga se instalou, o olhinho brilhou, e eu fiquei com esse sorriso de bobo na cara! Tudo culpa dele!

“Para mim faz todo sentido. Acho que amor é um conceito, e cada pessoa tem uma palavra única para descrever em que o sentimento se resume para ela. A minha palavra para amor é Bree.”

(TAAAAAAAAAAAAAÁ! EU CONFESSO! EU MORRI NESSA HORA! CAI DURA NO CHÃO E AINDA ESTOU ESTIRADA NELE!!!!)

Eu também quis bater… Eu SEMPRE quero bater em alguém! Eu fiquei irada… Eu SEMPRE fico irada com alguém! Mas a maior novidade de todos os tempos? Que rufem os tambores… eu pedi… não, não… eu IMPLOREI, SUPLIQUEI, QUASE ME AJOELHEI E CHOREI por… POR UM SPOILERRRRRRRRRRRR!!! Vocês têm noção do que isso significa? Não! Vocês não estão entendendo… não estão compreendendo! Eu cometi um crime! Spoiler é assassinato literário! Mas a angustia em meu coração me venceu! TUDO CULPA DELE! Archer Hale detém o posto de único personagem capaz de me fazer ir contra todos os meus princípios, quebrar minha principal regra e suplicar por um spoiler! Será que isso é suficiente para vocês entenderem quem é Archer Hale?

Enfim… Não esperem nesse livro a história de um CEO dominador, ou de um bad boy com traumas que tem suas falhas consertadas pela mocinha que cruza seu caminho, ou pelo cara pegador que leva qualquer mulher à loucura. Hum… tá… esperem um pouco de loucura sim! Kkkkkk… Mas o que eu diria para vocês esperarem? E qual o verdadeiro feitiço de Archer Hale? Seu coração, sua bondade, seu caráter, seu amor genuíno, puro e verdadeiro. Esperem REALMENTE uma VERDADEIRA história de aceitação, de crescimento, de descoberta, de amizade, de amor!

Ahhhhhhh… E, por fim, mas não menos importante… Não. Ele nunca brinca quando o assunto é Thor!

Essa eu vou dedicar para você Cá! Muito obrigada por mencionar que eu iria gostar desse livro. Foi por isso que o passei na frente. E você acertou em cheio!!!

***

Ficou com vontade de ler? Pegue a playlist e embarque na leitura.my rating 5 stars

Por Fernanda

8 pensamentos sobre “Resenha: A Voz do Arqueiro – Mia Sheridan

  1. Olá!

    Gostei muito do perfil da sua página. Já tenho um blog há vários anos, posts de livros e filmes, e no dia 1 de setembro, vou começar com um canal no youtube porque estou viajando para estudar mestrado na Europa. Toda essas aventuras e dicas serão parte do conteúdo tanto do blog, quanto do vlog.

    Gostaria de fazer parceria, apoiar? Trocar follow?

    Obrigadão.

    https://espelhoinversoblog.wordpress.com/

    Curtir

  2. Pingback: RESENHA: STINGER – MIA SHERIDAN |

  3. Pingback: Novo Livro de Mia Sheridan Já Tem Data de Lançamento |

  4. Pingback: REVIEW: ARCHER’S VOICE – MIA SHERIDAN |

  5. Pingback: Resumo de Leituras de Fevereiro |

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s