Opinião: Ted 2

Ted

Sinopse:
Completamente apaixonado, Ted (voz de Seth MacFarlane) decide se casar com Tami-Lynn (Jessica Barth). Entretanto, não demora muito para que o casal entre em crise. Querendo evitar um possível divórcio, Ted resolve ter um filho. Tami-Lynn logo fica empolgada com a ideia, o que faz com que o casal inicie uma busca sobre quem poderia ser o doador de esperma ideal para o bebê. Seu grande amigo John (Mark Wahlberg) o ajuda na tarefa, mas logo Ted descobre que não pode ter um filho porque, legalmente, ele não é uma pessoa, e sim uma propriedade. Começa então uma batalha judicial em que o urso de pelúcia tenta provar que merece ser considerado um cidadão como qualquer outro ser humano.

separador

Sim, nós já assistimos!!! Como diria Lorelai Gilmore: “Jesus, Maria, José e o camelo”. A maldição das sequências ruins ataca novamente. Seth MacFarlane decepciona de novo (e não estou falando do fiasco da apresentação do Oscar, mas do fraquinho Um Milhão de Maneiras de Pegar na Pistola). O filme é tão ruim assim, Camilla? Não, mas vamos por partes.

A metade inicial do longa é puro enchimento de linguiça. Piadas preconceituosas e destemperadas invadem a narrativa que não traz nada de novo para quem assistiu ao primeiro filme. O problema é o “timing”. Infelizmente em Ted 2, este instrumento não decolou logo. Deixando a impressão de piadas de mal gosto e artificialidade jogadas de qualquer jeito na projeção. Contudo, permita-se esperar um pouco mais, nesse tempo o enredo enfim começa a melhorar. E são os trinta minutos finais que fazem o filme enfim decolar.

1436265995_maxresdefault

Sobre a história, a sinopse dá conta do recado. É interessante ver que o roteiro se preocupou em dar um pouco de drama ao enredo, e é pouco mesmo. Talvez o suficiente para que o laço emocional da busca de Ted e Tammi-Lynn seja bem absolvido pelo público. Mas o politicamente incorreto é a premissa característica de Ted, então conceitos morais e civis são burlados da forma “MacFarliana” já conhecida.

Sobre os atores, Mark Wahlberg (Transformers: A Era da Extinção) demorou para trazer seu Johnny a vida. Contudo, as cenas dele e Ted continuam com a mesma “qualidade” (risos), com exceção de alguns errinhos com o timing já dito acima. Amanda Seyfried (Mamma Mia!) não conseguiu manter as tiradas que Mila Kunis (Amizade Colorida) fez de forma brilhante. A advogada Samantha Jackson foi uma personagem fraca e insossa. Giovanni Ribsi (Friends) ataca novamente com seu psicopata Donny, trazendo a mesma interpretação do filme anterior. E, por fim, são as participações que encantam e quebram a monotonia de Ted 2: Flash Gordon, Tom Brady e outros nomes muito bons melhoram a apatia do enredo (não vou citar aqui para não estragar a surpresa de vê-los).

A trilha sonora é mediana. E as referências continuam a ser o ponto alto do filme, especialmente na parte final (dica: fiquem de olho na briga em espaço público). Fora isso, não tem mais coisa alguma para se falar desta sequencia, infelizmente.

Assista ao Trailer:

2estrelas

‪#‎PorSuaContaERisco‬ ‪#‎PoxaTedMandouMal‬

Fontes: IMDb, AdoroCinema.

Por Camilla Carvalho

Um pensamento sobre “Opinião: Ted 2

  1. A história em si parece muito interessante,mas nunca assisti! O Ted é um ursinho lindo,mas que merece respeito!
    Empolgada para assistir e ver se é realmente um ótimo filme!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s