RESENHA: GRAYSON’S VOW – MIA SHERIDAN

0000

Na semana de lançamento de Grayson’s Vow novo livro de Mia Sheridan, preparamos hoje para vocês uma resenha muito especial, confira abaixo:

Sinopse:

Kira Dallaire está desesperada. Algumas mudanças na vida parecem muito difíceis de superar. Com pouco dinheiro e ainda menos opções, a perspicaz e vibrante garota de 22 anos precisa se reiventar. Conhecida por seu coração generoso e personalidade impulsiva, ela cria um plano de sobrevivência, possivelmente a sua ideia mais chocante até então. Grayson Hawthorn está perdendo as esperanças. Alguns obstáculos na vida parecem muito difíceis de superar. Traição definitivamente é um deles. Com capital limitado e recursos que estão reduzindo, ele está tentando ressuscitar o vinhedo falido de sua família, uma promessa autoimposta que parece destinada a falhar. Isso até uma jovem mulher entrar em seu escritório com uma estranha e inesperada proposta impossível de recusar. O que começa como um acordo temporário de negócios logo evolui para mais enquanto a vivaz e espirutuosa Kira desafia o desapegado e arrogante Grayson a querer mais de sua vida. A querer mais de si mesmo. Mas enquanto suas conflitantes ambições e uma paixão ardente se acentuam, eles perceberão que as vezes o passado cria muros muito difíceis de escalar, e que mentiras e decepçoes raramente precedem um final feliz. Enquanto Kira e Grayson lutam contra o destino, eles irão descobrir que algumas promessas são feitas para serem quebradas e outras valem a pena arriscar tudo…até mesmo seu próprio coração. Este é um livro único da Série Signos do Amor, inspirado em Libra.

separador

Como já havia sido publicado aqui no blog, fui presenteada a primeira leitura do ARC (Advanced Reader Copy) de “Grayson’s Vow”, o novo livro de Mia Sheridan, que será lançado em 10/09, do que de antemão agradeço as demais meninas do 5GE, pela oportunidade e pela sorte que trouxeram, já que não sou a pessoa mais agraciada em sorteios. Muito obrigada mesmo! Melhor presente de aniversário na vida!

Não conseguiria começar a resenha sem antes falar sobre a experiência de resenhar um ARC. O que dizer da oportunidade de ler em primeira mão o lançamento de uma das minhas autoras favoritas? Da alegria de conhecer antecipadamente mais uma história da série que ocupa um lugar cativo na prateleira do meu coração?

Indescritível é a primeira palavra que me ocorre no momento. Uma alegria profunda. Euforia absurda. Talvez não tenha palavras precisas, só amor por tudo isso… E para minha, aliás nossa satisfação, Mia nos presenteou novamente com uma linda história de amor que merece ir para a lista de vocês…

“Grayson’s vow” é o oitavo livro da série Sign of love, e relaciona-se ao signo de Libra. Como a própria autora havia mencionado numa entrevista sobre “Leo”, os livros não se referem exatamente as características dos signos, mas a sua simbologia e suas lendas. Assim, Mia demonstra sua intenção em nortear a história utilizando a balança, símbolo do signo, como metáfora. Para tal, introduz a história com uma frase atribuída a Carl Jung:

“Mesmo uma vida feliz não poderia existir sem um pouco de escuridão, e a palavra feliz perderia o sentido se não fosse balanceada pela tristeza.”

Somos então apresentados a Kira Dallaire, pra mim uma das mais cativantes personagens escritas por Mia. Ela possui todos os motivos para desistir, mas não pensa nisso por um momento; ela se encontra numa situação terrível, desesperadora; é alvo de uma perseguição em que nas primeiras páginas você tem a convicção de que são injustas, pois não é possível vislumbrar nela algo além de amor, alegria e bondade. Kira apega-se a esperança para seguir em frente. Além de tudo, ela tem um bom humor capaz de fazer você rir muito enquanto lê tudo que ela apronta. Kira é solar e tem a alegria de compartilhar sua luz.

Na encruzilhada que está sua vida, ela encontra com Grayson Hawthorn. Ele também está num momento terrível, desesperado e prejudicado por um passado muito ruim que leva a sofrer com a desconfiança alheia, igualmente injusta, pois é possível constatar, desde o início, que Grayson é um trabalhador incansável e de sentimentos e atitudes nobres,mesmo que ele se esforce muito em esconder suas qualidades agindo de forma dura e fechada. Está apegado fortemente a sua promessa (a que o título se refere) para seguir batalhando sem cansaço ou desistência. Grayson está sombrio, pois não acredita em seu valor.

Diante da realidade desesperançosa de ambos, o encontro deles poderia não resultar em nada produtivo SE não estivéssemos diante de Kira com um plano, ou uma de suas “Idéias Muito Ruins”, como ela prefere chamar. O vislumbre de gesto gentil da parte de Grayson a faz crer que ele poderia ser a pessoa certa para ajudá-la e assim poder ajudá-lo também, sem contar a beleza e atração que ela sente desde o primeiro instante.

“E, na minha ilustre história de Idéias Muito Ruins, esta só poderia levar o prêmio.” – Kira

E a falta de perspectiva faz com que Grayson embarque na ideia de Kira. Claro que seu embarque nessa empreitada não significa que esteja plenamente de acordo ou  confie totalmente nela, mas está irremediavelmente fascinado, dando início a uma turbulenta associação na qual sofremos a espera de um equilíbrio.

“Alguma coisa na tela do computador chamou minha atenção, uma pequena imagem no final do artigo que estava lendo, e eu cliquei nela, tornando-a tão grande quanto possível. Era uma outra imagem de Kira Dallaire(…). Meus olhos se detiveram sobre sua bochecha direita. Ela tinha uma covinha. A bruxinha tinha uma covinha. E o que tinha nessa pequena característica que fazia meu pulso acelerar, eu não poderia ter uma explicação nem se minha vida dependesse disso.” – Grayson

A medida em que a história se desenvolve, você percebe as muitas semelhanças no passado de ambos, gerando uma empatia quase imediata, mas o que os diferencia fortemente é a maneira como respondem a essas lembranças e como lidam com tal realidade. E nesse aspecto, Kira tem muito a ensinar a Grayson, pois sua teimosia e apego aos sofrimentos do passado, não deixam ver a real natureza de seus sentimentos nem a apreciar tudo de bom que surge em sua vida desde que conheceu Kira, sendo muitas vezes injusto e cruel.

Talvez essa seja única ressalva que eu tenha de Grayson, pois diferente de Kira, que até comete erros de percepção sobre ele, os comete buscando o melhor para todos. Grayson, por sua vez,  erra muitas vezes tendo consciência de que está ferindo, mesmo que  isso só se dê pois ele não acredita que possa ser alvo de amor ou afeto, agindo assim como um auto sabotador.

E é então que Mia começa a fazer sua magia. Apesar de não se tratar de uma idéia exatamente original, a autora apresenta uma oportunidade rara nos livros atuais, que é fazer o leitor pensar sob um ponto de vista diferente, permitindo assim questionar os estereótipos, desconstruindo esses personagens revisitados tantas e tantas vezes na literatura e no cinema.

‘Grayson’s vow” é um conto de fadas as avessas, ou quase isso. Boa parte da ação se dá no Vinhedo de Grayson, em Napa Valley, que pela beleza natural e bucólica, poderia ser um castelo, se não estivesse quase falido. Kira, filha de família bem nascida, poderia ser a princesa mimada e tola, se ela não tivesse encantos tão peculiares e atitudes tão inesperadas que Grayson até pondera que ela possa, na verdade, ser uma bruxa. Já Kira tem certeza absoluta, mesmo que ele seja um belo homem, forte, corajoso, trabalhador, e por vezes encantador, não é de forma alguma um príncipe: seus rompantes, grosserias e língua afiada  lembram mais a um dragão. E, como todo conto de fadas, há momentos mágicos e histórias tristes; fadas madrinhas, ajudantes, mas também há vilões, ardis e complicações pelo caminho.

Será que é possível um final feliz entre um dragão e uma bruxa? Se você, assim como eu, acredita nos poderes da maga Mia Sheridan, confira “Grayson’s vow” e vejam do que a magia do amor é capaz!

Sempre haverá dor nesta vida. Não apenas para mim, não apenas para você – para todos. Você não pode evitar  isso. E às vezes a dor é tão grande, que parece como se esculpisse a sua própria essência, a não ser que você não permita isso. Ela  esculpe um lugar em você, sim, mas o amor é destinado a preencher esse espaço dentro em você. E o amor que carregamos dentro de nós nos faz fortes quando nada mais consegue. ” – Kira

Por Silvia

my rating 5 stars

Compre o Livro!

Amazon Brasil

Livraria Cultura

Kobo

Por Silvia Lima

6 pensamentos sobre “RESENHA: GRAYSON’S VOW – MIA SHERIDAN

  1. Pingback: Resumo de Leituras de Setembro | September Wrap Up | Cinco Garotas Exemplares

  2. Pingback: RESENHA: STINGER – MIA SHERIDAN |

  3. Pingback: Resumo de Leituras de Outubro| October Wrap Up |

  4. Pingback: REVIEW: ARCHER’S VOICE – MIA SHERIDAN |

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s