E o Emmy foi para…

2015-Emmy-Awards-67th-Primetime-Emmy-Award-Nominations-Announced

Na noite de ontem (20/09), aconteceu a 67ª edição do Emmy Awards, que premiou o melhor da TV americana no último ano. A cerimônia contou com apresentação de Andy Samberg, e, diferente do previsto, consagrou “Game of Thrones” como melhor série dramática. A série baseada nos livros de George R. R. Martin levou ainda nas categorias melhor ator coadjuvante (Peter Dinklage), melhor roteiro em drama e melhor direção em drama.

Mesmo não tendo levado o prêmio de melhor série dramática, em sua última chance de concorrer ao Emmy, “Mad Men” não passou em branco. Seu protagonista, Jon Hamm, venceu pela primeira vez na categoria de melhor ator em série dramática após oito indicações.

Viola Davis foi escolhida melhor atriz dramática por “How to Get Away with Murder”, tornando-se a primeira atriz negra a levar a estatueta da categoria. Em seu discurso de agradecimento, Viola emocionou a plateia:

Deixe eu dizer uma coisa: a única coisa que separa as mulheres negras de todos os outros é a oportunidade. Você não pode vencer um Emmy por papéis que simplesmente não existem.

Outras duas mulheres negras ajudaram a dar um panorama diverso à premiação: Uzo Aduba, de “Orange Is The New Black” venceu pela segunda vez como melhor atriz coadjuvante, mas agora em drama e não em comédia, tendo e vista a mudança que reposicionou o gênero da série da Netflix. Regina King, premiada como melhor atriz coadjuvante em minissérie ou telefilme por “American Crime” completou a trinca.

E depois de vencer nas últimas cinco edições do prêmio, “Modern Family” finalmente foi desbancada por “Veep”, também da HBO, consagrando-se como a melhor série de comédia. A sátira política ainda valeu o prêmio de melhor atriz cômica para Julia Louis-Dreyfus e melhor ator coadjuvante em série cômica para Tony Hale.

A HBO também dominou nas categorias dedicadas à minissérie ou telefilme: “Olive Kitteridge”, baseada no romance de Elizabeth Strout, venceu os prêmios de melhor minissérie ou telefilme, melhor ator (Richard Jenkins), melhor atriz (Frances McDormand), melhor ator coadjuvante (Bill Murray), melhor direção (Lisa Cholodenko) e melhor roteiro (Jane Anderson).

Pela primeira vez com uma categoria exclusivamente dedicada aos talk shows, o Emmy enfrentou uma disputa acirrada. Num momento de mercado aquecido nos programas de variedade, o recém-aposentado Jon Stewart e seu “Daily Show” desbancaram outro medalhão que pediu as contas recentemente, David Letterman. Stewart venceu como melhor talk show e sua equipe também faturou a estatueta pelos seus roteiros afiados, que já fazem falta na TV.

Os principais destaques da noite foram Olive Kitteridge (com seis Emmys), Veep e Game of Thrones (com quatro estatuetas cada), e The Daily Show with Jon Stewart (com três).

Confira a lista completa de vencedores:

Melhor série dramática: “Game of thrones”

Melhor série de comédia: “Veep”

Melhor atriz em série de drama: Viola Davis, “How to get away with murder”

Melhor ator em série de drama: Jon Hamm, “Mad men”

Melhor ator de série de comédia: Jeffrey Tambor, “Transparent”

Melhor atriz de série de comédia: Julia Louis-Dreyfus, “Veep”

Melhor ator coadjuvante em série dramática: Peter Dinklage, “Game of thrones”

Melhor atriz coadjuvante de série dramática: Uzo Aduba, “Orange is the new black”

Melhor ator coadjuvante de série de comédia: Tony Hale, “Veep”

Melhor atriz coadjuvante de série de comédia: Allison Janney, “Mom”

Melhor talk show: “The Daily Show with Jon Stewart”

Melhor programa de variedades: “Inside Amy Schumer”

Melhor minissérie: “Olive Kitteridge”

Melhor ator em minissérie ou telefilme: Richard Jenkins, “Olive Kitteridge”

Melhor atriz em minissérie ou telefilme: Frances McDormand, “Olive Kitteridge”

Melhor ator coadjuvante em minissérie ou telefilme: Bill Murray, “Olive Kitteridge”

Melhor atriz coadjuvante em minissérie ou telefilme: Regina King, de “American crime”

Melhor roteiro em minissérie ou telefilme: Jane Anderson, “Olive Kitteridge”

Melhor direção em minissérie ou telefilme: Lisa Cholodenko, de “Olive Kitteridge”

Melhor reality show: “The Voice”

Melhor direção em série de comédia: Jill Solloway, “Transparent”

Melhor direção em série dramática: David Nutter, “Game of thrones”

Melhor roteiro de série de comédia: Simon Blackwell, Armando Iannucci e Tony Roche, “Veep”

Melhor roteiro de série dramática: David Benioff e D.B. Weiss, “Game of thrones”

Roteiro de programa de variedades: “The Daily Show With Jon Stewart”

Fontes: Adorocinema e Jornal O Globo

Um pensamento sobre “E o Emmy foi para…

  1. Sempre é muito lindo ver o elenco do Game of Thrones de gala…Lena Headey passou 20 vezes na fila da beleza. Deu um show nesta última temporada. Torci para ela, embora também adore a Uzo Aduba. Bom, e não teve como não se emocionar com o discurso de Viola Davis.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s