Resenha: Lux (The Nocte Trilogy #3) – Courtney Cole

resenha_lux_nocte3

Meu nome é Calla Price e estou quebrada.
Meus pedaços estão ao meu redor, flutuando pelo vento, mesmo enquanto desesperadamente eu os tento agarrar.
Quem está morto? Vivo? Louco?
Qual é a verdade/
Eu não sei.
Mas eu sei isso: a escuridão está me estrangulando. Com cada respiração, eu engasgo em outra mentira.
Minha mente tem me protegido, mas logo esse escudo será retirado.
Tudo será revelado.
A resposta para cada pergunta.
Tudo tem sido direcionado para isso.
Não fique com medo.
Fique aterrorizado.
separador
**Cópia cedida pela autora em troca de uma resenha sincera**

Desde o lançamento de NOCTE no ano passado, fiquei fascinada com a capa do livro. Ela despertou um fascínio e curiosidade em mim como poucas capas já conseguiram despertar. Junto ao fascínio à primeira vista, cada vez que via um post, comentário ou desabafo sobre o livro, minha curiosidade aumentava. Quase li NOCTE em seu lançamento, mas ao descobrir que se tratava de uma trilogia e não de um livro único decidi esperar um pouco mais para poder ler a série. Com a data de lançamento do terceiro livro definida para outubro de 2015 e com a grata surpresa de ter a possibilidade de ler a ARC de Lux, terceiro e último livro da série, finalmente pude ler essa série que desde 2014 estava em minha meta de leituras para esse ano.

NOCTE introduz a história de Calla, Finn e Dare, trazendo uma história cheia de mistérios, reviravoltas, teorias, surpresas e um emaranhado de possibilidades que despertam a mente de seus leitores e, muitas vezes, os levam ao desespero na ânsia por solucionar cada um de seus segredos.

Como uma leitora que adora teorizar durante suas leituras, não nego que várias possibilidades permearam minha mente na tentativa de colocar as peças desse quebra-cabeça em seus devidos lugares. Em alguns momentos tinha certeza de certos caminhos, para depois de algumas páginas mudar completamente os rumos de minhas ideias.

E é nesse ritmo que a autora nos leva no primeiro livro, e nos seguintes VERUM, INITIUM e LUX. Da primeira até a última página da trilogia, a autora Courtney Cole lança inúmeras pistas para, nas páginas seguintes, desfazê-las por completo ou confundir ainda mais seus leitores. Talvez a palavra confusão seja a melhor palavra para descrever essa série, que honestamente não sei como classificar. NOCTE me agradou muito. Gostei do ritmo da narrativa, achei muito interessante a ordem que os fatos são apresentados, me fascinou principalmente o estilo de narrativa dos capítulos no ponto de vista do Finn, e o final do livro nos deixa sem folego e em um desespero incontrolável para saber o desenrolar dos fatos.

VERUM, de outro lado, é… estranho. Não me interpretem mal, eu gosto de coisas estranhas, mas VERUM atinge um novo nível de estranhez, na sua grande maioria não fazendo sentido algum, e em total desconexo com o primeiro livro, tanto que pareceu que autora havia escrito um novo livro, cuja única semelhança com o livro anterior eram os nomes dos três personagens principais. Várias páginas que pareciam sem razão de ser para mim, idas e vindas que me causaram apenas cansaço e levaram minha paciência ao seu limite. Talvez se não fosse pela minha total incapacidade de desistir das coisas e a minha incontrolável curiosidade, eu teria desistido da série ali mesmo. Ou talvez eu não tenha desistido pelo simples fato de que mesmo não vendo sentido naquelas várias páginas, eu estava completamente absorvida pela forma como a autora escolheu narrar esse livro. Eu não sei explicar, e talvez no final das contas seja essa a intenção da autora, nos deixar em uma situação e posição tal que não sabemos nem mesmo expressar o que sentimos de forma coerente. O que sei é que a partir dos últimos cinco capítulos de NOCTE, a narrativa de Courtney Cole adquire uma cadência, um ritmo, uma fluidez que me fascinaram, da mesma forma como as capas de seus livros o fizeram. Eu realmente não sei explicar, mas aquela forma de narrar de Finn tomou conta do livro, dando um ritmo que merece ser destacado e parabenizado.

Com a mesma cadência na narrativa, a autora traz INITIUM, um conto que nos apresenta as circunstâncias do nascimento de Dare. Mais uma vez a autora, ao invés de colocar algumas peças do quebra-cabeça no lugar, lança peças que aparentemente não se encaixam… Ao invés de desfazer nós, ela embaraça ainda mais as linhas de pensamento e teorias de seus leitores.

Por fim, Courtney Cole finalmente traz o desfecho desse emaranhado de teorias, mistérios e confusão em LUX. O terceiro livro matem o ritmo da narrativa e, inicialmente, parece que as idas e vindas nunca acabarão, que o emaranhado tornou-se um bolo de linhas impossível de desfazer, que o quebra-cabeça possui tantas peças quebradas, perdidas e erradas que você nunca conseguirá colocar tudo aquilo em seu devido lugar. Entretanto, a partir de certo ponto, as pistas parecem começar a levar a algum lugar; dessa vez, algumas perguntas encontram suas respostas; dessa vez, alguns nós são finalmente desfeitos. Ao final, deparei-me com um desfecho que suspeitava, dentre vários outros que pensei durante toda a leitura. Não vou negar… Confabulei tantas teorias que teria enredo para escrever mil livros após a leitura dessa série. Achei muito interessante a escolha da autora em deixar uma abertura na interpretação dos fatos, apesar de que para mim não há de verdade essa abertura na minha perspectiva. Sou uma leitora eclética e de mente aberta. Aceito como real tanto o racional como o não racional na ficção. Assim, basta dizer que minha linha de raciocínio seguiu a mesma linha de raciocínio da autora.

Ainda não sei dizer o que pensar dessa série, mas no final das contas acho que é exatamente isso o que autora espera, que entremos no buraco do coelho com ela e esses personagens e aceitemos nossa própria loucura e incapacidade de distinguir certas coisas. Ou não… Na verdade acho todo mundo ao terminar esses livros torna-se um pouco mais louco, incoerente e confuso. E será que há de fato algum problema nisso? Nessa loucura? Bom, a interpretação é sua!

Por Fernanda Aragão

Este slideshow necessita de JavaScript.

Links para Lux:
Adquira LUX no Amazon: http://smarturl.it/Lux-Amazon
Adquira LUX no Amazon BR: http://goo.gl/hWzAws
Adquira LUX no iBooks: http://smarturl.it/Lux-iBooks
Adquira LUX no Nook: http://smarturl.it/Lux-Nook
Adquira LUX no Kobo: http://smarturl.it/Lux-Kobo
Adicione LUX na sua lista de leituras do Goodreads: http://smarturl.it/LuxGoodreads
Ordem de leitura da série: Nocte (#1), Verum (#2), Initium (#2.5), Lux (#3).
Links para a trilogia:
Adquira a trilogia no Amazon: http://smarturl.it/NocteTrilogyAmazon
Adquira a trilogia no iBooks: http://smarturl.it/NocteTrilogyiBooks
Adquira a trilogia no Nook: http://smarturl.it/NocteTrilogyNook
Adquira a trilogiano Kobo: http://smarturl.it/NocteTrilogyKobo

Um pensamento sobre “Resenha: Lux (The Nocte Trilogy #3) – Courtney Cole

  1. Pingback: Resumo de Leituras de Outubro| October Wrap Up |

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s