Resenha: The Deal – Elle Kennedy

resenha_the_deal.PNG

Sinopse:
Ela está prestes a fazer um acordo com um bad boy…
Hannah Wells finalmente encontrou alguém que lhe atrai. Mas enquanto está confiante em todas as outras áreas de sua vida, ela tem um conjunto completo de bagagem quando se trata de sexo e sedução. Se decidir por chamar a atenção de sua paixão, ela vai ter que sair de sua zona de conforto e fazer com que ele a note… mesmo que isso signifique a tutoria irritante do capitão infantil e arrogante da equipe de hóquei em troca de um encontro de mentira.
… e vai ser tão bom.
Tudo que Garrett Graham sempre quis é jogar hóquei profissional após a formatura, mas com o seu GPA despencando e o ameaçando de tudo que já trabalhou tão duro para conseguir. Se ajudar uma morena sarcástica a fazer um outro cara ciumento vai ajudá-lo a garantir a sua posição na equipe, ele está dentro. Mas quando um beijo inesperado leva ao sexo mais selvagem de ambas as suas vidas, não demora muito para Garrett perceber que fingir não é o caminho. Agora ele só tem que convencer Hannah de que o homem que ela quer se parece muito com ele.

separador

Minha Resenha:

Inesperado. Divertido. Descolado. E muito bom. Não achei adjetivos suficientes (duh?!) para qualificar uma história tão bem feitinha como essa de Elle Kennedy. Não há nada de novo ou exclusivo, mas ao mesmo tempo a narrativa é tão bem contada, que é impossível não gostar.

Wellsy, ou melhor, Hannah Wells é uma estudante de música, batalhadora e lacradora na matéria de Ética. Informação suficiente para o capitão do time de Hóquei Garrett Grahan correr atrás da moça para ajudá-lo a melhorar sua nota geral e garantir que sua bunda não congele no banco e nem perca a oportunidade de ser um jogador profissional no futuro.

A partir daí, Hannah e Garrett começam a jornada mais engraçada que li em um livro New Adult. Veja bem, a mocinha é destemida, sem papas na língua e muito independente, não se dobra a qualquer rostinho bonito, exceto ao seu “crush” Justin, um jogador de futebol americano que nem sabe que ela existe. E Garrett, é Garrett. (risos) Ok. Um convencido, safado, de bom coração, que persegue Hannah até conseguir o que quer: ser seu pupilo em Ética.

“Só por curiosidade,” Hannah diz, “depois que você acorda de manhã, você se admira no espelho por uma hora ou duas?”
“Duas.” eu respondo animadamente.
“Você dá um high five em você mesmo?”
“Claro que não,” eu sorrio. “Eu beijo cada um dos meus bíceps e então aponto pro teto e agradeço ao cara lá de cima por criar esse espécime masculino perfeito.” (Hannah e Garret)

Ah, pensou que ia ser amor a primeira vista? Não fique triste! Porque imagine duas pessoas atraentes, convivendo com assuntos de filosofia e ambos com uma língua afiada?! É uma mistura bem explosiva… hum, acredito que não preciso dizer o que acontece, não é? Hahahahahaha. Pois bem, só para constar, um acaba notando o outro e o resto é história.

“Sabe, um cavalheiro se ofereceria para dormir no chão.”
“Eu pareço um cavalheiro para você?” (Hannah e Garrett)

CONTUDO, a autora traz aspectos bem interessantes ao enredo: o passado de seus personagens principais, terrível por sinal. A história de Hannah é muito triste, mas a leveza e determinação de sua personagem é muito rica e convincente. Garrett, por sua vez, nos deixa com o coração na mão, porque apesar da imagem de garoto de ouro, invejado por alguns, teve uma vida nada querida.

Outro ponto, é a desenvoltura de Elle em descrever os personagens secundários, porque eles não só complementam a narrativa, mas apoiam o percurso dos personagens e também ditam pequenas nuance que faz a história decolar. Alguns são divertidos, outros chatos de galocha (te detesto Cass. Te odeio Sr. Grahan!!!!!!!!!!!!!), mas essenciais para ditar o clima que alguns capítulos exigem.

“Sim, Hannah e eu somos amigos. De fato, ela é a única amiga que já tive. E sim, quero mantê-la como amiga. Mas… também quero dormir com ela.” (Garrett)

No mais, fica a dica de uma leitura prazerosa e de personagens que você gostaria muito de conhecer. Ah, e o bom humor é garantido!

A MELHOR NOTÍCIA? The Deal está sendo publicado no Brasil pela Editora Paralela com previsão de lançamento em Maio. 

my rating 5 stars

Por Camilla Carvalho

2 pensamentos sobre “Resenha: The Deal – Elle Kennedy

  1. Pingback: Resumo de Leituras de Dezembro e Janeiro |

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s