Resenha: Midnight Lily – Mia Sheridan

resenha_mia_lily

**Cópia de avaliação recebida pela autora em troca de uma resenha honesta**

Sinopse:
Holden Scott é o príncipe do futebol americano profissional. Pelo menos ele era até perder tudo… Ou mais especificamente, antes dele jogar tudo para o alto. Agora ele está sem emprego, longe das graças do público, e talvez um pouco louco. Então, quando um amigo oferece sua remota cabana na parte desabitada de Colorado, dando a Holden um pouco de tempo afastado para colocar sua vida de volta nos trilhos, ele não pode dizer não. A última coisa que ele espera é ver uma linda garota na floresta – uma que usava um vestido branco de renda que aparece na luz da lua e não deixa pegadas para trás. Será um sonho? Um fantasma? Um produto de sua imaginação confusa? Ou, algo totalmente diferente?
Midnight Lily é uma história de amor assombrosa de duas almas procurando uma pela outra no escuro. Um conto de cura, aceitação e o mundo que criamos para proteger nossos próprios corações. É uma história de se estar perdido, de se encontrar, e de se estar em algum lugar no meio.
ESTE É UM LIVRO ÚNICO PARTE DA SÉRIE SIGNOS DO AMOR, INSPIRADO NO SIGNO DE VIRGEM. Não, paranormal, romance contemporâneo New Adult: Devido a linguagem pesada e teor sexual, este livro é indicado para leitores maiores de 18 anos.

separador
Minha Crítica:

Ainda estou procurando palavras para dizer o que terminei de ler. Acredito que vou começar pelo lado simples, pelo que é mais fácil. Midnight Lily (ML) é o nono livro de Mia Sheridan, regido pelo signo de Virgem e, para mim, o livro mais diferente da autora.
A palavra-chave para desvendar ML é o mito de Perséfone. Para quem que não conhece, Perséfone é conhecida por viver metade do ano no Olímpo (nas estações primavera e verão) e a outra no mundo dos mortos (no outono e inverno). O fato de esta deusa transitar entre a terra e o inferno é que influencia a narrativa de Mia.

“Há sempre alguém na sociedade escolhida para não ser vista. Há sempre alguém que é invisível mesmo que não tenha culpa.” (Lily)

Quando conhecemos Holden Scott, ele está completamente perdido. A ajuda de um amigo faz com que o jogador fique recluso até por sua cabeça no lugar. Fama, mulheres, drogas, passado, tudo é um peso enorme para ele segurar. Holden precisa de um tempo para si, para se recuperar, para voltar a ser quem era. E sua estadia numa cabana muda quando ele conhece Lily. A Lily da Noite!

Lily é uma personagem misteriosa, que só aparece à noite quando Holden menos espera. Sua aparente timidez dá lugar a uma jovem forte e intrigante. A curiosidade de um pelo outro faz com que um romance se instaure. Mas cada um tem uma história e, enquanto estão se conhecendo, eles se permitem permanecer neste mistério.

“Eu a vi em toda parte. Andando pelas calçadas, dentro de restaurantes, uma vez brevemente vi o flash do cabelo escuro e vestido branco de renda logo antes de uma porta do elevador se fechar. (…) Aqueles foram tempos que ainda duvidava da minha própria sanidade, ainda questionava se ela já tinha existido. Mas então eu me lembrava da sensação de seus dedos na minha pele, a seda escorregadia de seu cabelo, o som de sua risada, e da forma como ainda a amava , e eu sei, eu sei, no fundo, da minha alma que ela era real.”(Holden)

A cada página, a cada capítulo, a cabana, a floresta e a ligação de Lily e Holden se tornam mais fortes, condensando um amor puro, uma história rica e personagens maravilhosos. E tudo que está tão determinado e claro, de repente, se transforma…

E…. por aqui paro!

Quando mais acima eu falei em desvendar o livro, não foi brincadeira ou um mau uso da palavra. Desta vez, a autora nos dá uma história muito diferente do que estamos acostumados. Ela explora o lado mais sensível de nossa humanidade. Sim, há romance. Mas a Mia nos ofereceu algo além. Algo que vai lhe deixar perplexa (o)! Sério, estou de ressaca literária desde quarta (02/03) por conta deste livro… *suspiros*

Midnight Lily é uma história de amor e de aceitação, quando um sentimento pleno unifica e transforma vidas. Por aceitar que mesmo na nas horas mais escuras, o amor lhe guiará o caminho. Para mim, foi o livro mais distinto da Série Signos do Amor e o mais desafiador e ousado. A escrita é poderosa e única. Há muitos clímaces nesta história. E cliffhanger também.

“Nós nunca seremos perfeitos ou sem falhas, a vida que nos foi dada não é assim. Mas, Lily, em meu coração, você é perfeita para mim. Perfeitamente minha. E eu sou seu.” (Holden)

O talento de Mia Sheridan é o que me faz ter cuidado em escrever esta resenha. Aqui, uma simples menção a seu conteúdo pode acarretar em um grande spoiler. Contudo, posso lhe garantir uma coisa: este livro cativante vai te enlouquecer até a sua última página. Vai explodir sua mente, questionar sua sanidade e, acima de tudo, impressionar com a qualidade com que as palavras foram expostas ao leitor.

No fim, a única certeza que você terá é: “o que acabei de ler?!”
Classificação: 5 Mil estrelas + 3 garrafas de vinho!!!!!!!!

my rating 5 stars
Por Camilla Carvalho

12 pensamentos sobre “Resenha: Midnight Lily – Mia Sheridan

  1. Noooossa que resenha intrigante!
    Agora tô imaginando o quanto intrigante deve ser o livro.
    Amo a Mia, leio até a lista de compras dela kkkkkk
    O que me mata é essa espera, espera para os meros mortais que não lêem em inglês.

    Parabéns pela resenha, está fantástica.

    Curtir

    • Obrigada, Wanessa. Esta resenha foi uma das mais difíceis que já escrevi. Obrigada pela palavras. E sim, Midnight Lily é uma história intrigante e bem diferente daquelas que estamos acostumadas. E estamos juntas lendo a lista de compras de Mia Sheridan. (Risos) Abraços e continue nos escrevendo. É o nosso feedback querido! ~ Camilla

      Curtir

    • Muito obrigada, Kelly. A Série Signos de Amor é realmente linda e muito bem escrita. Fico feliz que minha resenha tenha lhe aguçado a dar esta chance aos livros da Mia Sheridan. A disponibilidade em trazer outro idioma faz com que nosso conteúdo chegue a qualquer lugar, inclusive ao autor que precisa do feedback de seu trabalho. Beijocas e nos visite sempre. ~ Camilla

      Curtir

  2. Eu particularmente não acho que esse foi de longe o melhor livro da Mia. Eu gostei sim, mas em alguns momentos fiquei entediada e pulei algumas parte lentas e tediosas de descrição detalhada. Eu sou fã da Mi, li todos os seus livros e fico aguardando ansiosa pelo próximo. O Penúltimo, O votos de Greyson me deixou muito contente e adorei. Já este me pareceu meio confuso, longo e sem sentido. Meu favoritos são: A voz do arqueiro: esse foi minha pedição, amei adorei e me apaixonei, Calder e Eden: esse foi incrível! quanta criatividade e emoção, misturando o passado com a modernidade, e toda aquela loucura da seita esquisita, isolamento e etc, depois tudo mudou repentinamente, e era tudo moderno, e atual, esse foram demais. Greyson também maravilhoso, criativo e divertido. Leo não foi muito bom na minha opinião. As vezes a humildade demais e sofrimento excessivo cansa nossa piedade, pena e simpatia. E que diabos ele não disse a ela quem ele era, muito doido. Enfim, fico na espera de mais um livro que seja surpreendente.

    Curtir

    • Pois é, Bianca. Midnight Lily tem sido bastante discutido entre os leitores. A história não é fácil. O que você sentiu com ML, senti com Becoming Calder. O início chatinho, mas essencial para nos situar na história. Sobre O Coração do Leão, olha o Spoiler! (Risos) Entendo sua opinião. Eu mesma demorei um pouco a perdoar o Leo (risos), coisa que só aconteceu no segundo livro O Leão Ferido (que estou relendo no momento). Grata pela mensagem e também estou na espera do próximo livro da Mia. Que espero não ter tantas surpresas como foi neste último! Abraços. ~ Camilla

      Curtir

    • Concordo plenamente com voce. Depois de ter lido ‘Archer’s Voice’, ‘Becoming Calder & Finding Eden’, Kyland, sinceramente, esse livro foi, pra mim, o pior em materia de logica e coerencia. Ateh mesmo porque, a ideia que se tem da menina Lily eh que ela eh um fantasma ou uma alma penada que vive na Floresta. A trama teria tudo de muito bom para se tornar um Segundo ‘Archer’s Voice’, mas, infelizmente, fiquei com a sensacao de que a autora tentou se tornar uma ‘J.K. Rowling’ (autora de Harry Potter), e se perdeu no meio do tiroteio. Infelizmente, venho notando isso em escritores Americanos: escrevem muita trilogia e series mas acabam se predendo no meio delas. E geralmente temos a tendencia a sempre gostar do primeiro! Confesso que, quando cheguei na pagina em que o amigo do Holden (melhor dizendo Ryan) desperta ele, e aih ficamos sabendo que nao era Holden, mas Ryan, parei. Porque, sinceramente, para se criar algo tao diferente assim voce tem que ter nocao da coisa que voce vai escrever, e portanto fazer sentido com ela. Nao gostei e parei de ler totalmente, me sentido uma idiota por perder tanto tempo. E, acreditem, amei o enredo do livro. Escolhi esse, depois que li o Kyland, por causa da sinopse. Mas, me decepcionei. Embora a resenha da Camilla foi muito boa, somente quem leu o livro vai constatar que nao foi tao bom assim, infelizmente.

      Curtir

  3. Olá Camilla!! Amei sua resenha! Sou fã de Mia Sheridan. .. Li todos os livros da série. . exceto Kyland. Pra ser honesta, quando li a sinopse, me pareceu um livro que te cansa emocionalmente. .. Assim como ML.. mas sua resenha me instigou… Espero que a Estória faça jus a sua opinião, que pra mim.. foi a melhor que já li. Parabéns pelo Trabalho! ! Grande Beijo! !

    Curtir

    • Grata pelas palavras, Polyana. Midnight Lily foi um dos livros mais ímpares que li este ano. Bem diferente dos romances que estamos acostumadas com a assinatura da Mia Sheridan. Eu só tenho a dizer que a leitura dele é tensa e exige atenção aos detalhes. Espero que ele lhe surpreenda também. Beijocas e depois venha nos contar o que achou.

      Curtir

  4. Eu to sem chão ate agr com essa historia. O final me pego de surpresa eu não imaginava nem metade, a única coisa que me vem é UAU. Sempre arrebentando corações Mia se superou nessa história.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s