Crítica: Olhos da Justiça

critica_olhos_justica

Sinopse:

A vida dos investigadores do FBI Ray (Chiwetel Ejiofor) e Jess (Julia Roberts) e da procuradora Claire (Nicole Kidman) é severamente abalada pelo assassinato da filha adolescente de Jess. Treze anos após o crime, Ray continua buscando pistas e finalmente parece ter encontrado um caminho para solucionar o caso. A verdade é chocante e os limites entre justiça e vingança tornam-se imperceptíveis.

separador
Minha Crítica:

Quando vi o trailer deste filme no cinema fiquei bastante interessada pois é bem o tipo que eu gosto: crime, suspense e investigação, então assim que pude quis assistir e não fiquei decepcionada. Também quero dizer, que eu não  assisti ‘O Segredo de Seus Olhos’ (El Secreto de Sus Ojos, 2009),  longa-metragem argentino que este filme faz uma releitura, então não estou apta a fazer uma comparação.

Confesso que o trailer dá uma impressão um pouco diferente do que realmente acontece até certo ponto e eu gostei disso, o modo como realmente ocorreu foi bem mais interessante.

Alternando entre passado e presente o filme conta a história do assassinato de Carolyn, filha de Jess (vivida por Julia Roberts) e a busca pela prisão de seu assassino.

Ray (Chiwetel Ejiofor) e Jess trabalham na divisão anti-terrorismo do FBI numa época pouco depois dos atentados de 11 de Setembro, onde TODAS as atenções dos EUA estava voltado pra terrorismo e só isso era importante.

Mesmo não sendo de competência dele, Ray fica obcecado em encontrar o assassino de modo até questionável, visto que parecia estar mais interessado nisso do que a própria Jess, que era a mãe da vítima. Ele também luta contra a improvável atração pela procuradora Claire (vivida por Nicole Kidman) que também corresponde ao seu amor.

olhos.jpg

Passados 13 anos, Ray retorna pois julga ter finalmente encontrado o culpado pelo crime mas ainda precisa lutar contra várias resistências para ter esta história resolvida.

Não só o crime não foi resolvido, mas também ele ainda não conseguiu tirar Claire da cabeça e isso cruza novamente o caminho dos personagens de modo que nem todos sairão dele do mesmo jeito.

Julia Roberts está surpreendentemente ‘abatida’ em sua personagem, dando uma ênfase muito grande em como sua vida ficou depois do assassinato de sua filha, e interpreta este sofrimento com maestria.

602x0_1449420562.jpg

Dean Norris está ótimo no papel do Agente Wills e Michael Kelly está tão insuportável no papel do Agente Reg quanto em House of Cards, de modo que eu me pergunto se ele consegue interpretar outro tipo de personagem, risos.

O filme foi bastante interessante e eu realmente recomendo para todos.

4estrelas

Trailer legendado:

Por Mirela

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s