Resenha: O Amor nos Tempos do Ouro, de Marina Carvalho

CAPA-O-amor-nos-tempos-do-ouro.jpg

O Amor nos Tempos do Ouro
Marina Carvalho
Ano: 2016 / Páginas: 328
Editora: Globo Alt

Sinopse:

“Sabes que nunca me apaixonei, maman, mas se porventura o tivesse feito, seria por alguém como ele?”
Cécile Lavigne perdeu todos os que amava e agora está sozinha no mundo. Ela, uma franco-portuguesa que ainda não completou vinte anos, está sendo trazida ao Brasil pelo único parente que lhe restou, o ambicioso tio Euzébio, para casar-se com o mais poderoso dono de terras de Minas Gerais, homem por quem Cécile sente profundo desprezo. Após desembarcar no Rio de Janeiro, Cécile ainda precisará fazer mais uma difícil viagem. O trajeto até Minas Gerais lhe reserva provações e surpresas que ela jamais imaginaria. O explorador Fernão, contratado por seu futuro marido para guiá-la na jornada, despertará nela sentimentos contraditórios de repulsa e de desejo. Antes de enfim consolidar o temido casamento, Cécile descobrirá todos os encantos e perigos que existem nessa nova terra, assim como os que habitam o coração de todos nós. Com o passar dos dias, crescerá dentro dela a coragem para confrontar todas as imposições da sociedade e também o seu próprio destino.

separador
Minha Resenha:

Já conheço a Marina Carvalho de outros livros, e sempre que chega lançamento dela, eu tento lê-lo o quanto antes.

Na minha singela opinião, ela se destaca entre tantas autoras brasileiras atuais. Sua escrita é eximia e seus enredos são sempre fofos, daquele jeito que eu adoro.

De qualquer forma, O Amor nos tempos do Ouro é diferente dos seus outros livros que li. É um livro histórico, e ambientado no Brasil, incorporando fatos reais com ficção.

O livro é dividido em duas narrativas. Ele traz um diário em primeira pessoa, mesclado com a história, narrada em terceira. E no início de cada novo capítulo, nos deparamos com os mais lindos poemas.

Sentir, sem que se veja, a quem se adora
Compr’ender, sem lhe ouvir, seus pensamentos,
Segui-la, sem poder fitar seus olhos,
Amá-la, sem ousar dizer que amamos,
E, temendo roçar os seus vestidos,
Arder por afogá-la em mil abraços:
Isso é amor, e desse amor se morre!
Gonçalves Dias, “Se se morre de amor!”, em Novos cantos

Se eu já gostava da escrita da Marina, de alguma forma, em meio a tantos romances de época sendo publicados no Brasil, e confesso, me cansando pela repetição do enredo, O amor nos tempos do ouro me conquistou completamente.

Marina realmente sabe contar uma história. Não serei hipócrita dizendo que o livro não possui clichês, mesmo porque, é o que ela se propõe, contar histórias de amor. Mas não é o amor, um clichê?

“Às vezes tenho a impressão de que, assim como uma corça, virarei a presa de um leão cruel e esfomeado.”

—Tu és a mulher mais bela deste salão —declarou, sem conseguir se conter. Mas achou que a frase não soara como deveria. Logo, corrigiu-se: —Minto. És incomparavelmente linda, dona de uma beleza acima de todas as outras que já vi. —Ah!

Enfim, Marina tem uma escrita notável, elegante e estimulante. É muito gostoso ler um livro que segue uma linha de raciocínio, onde nada está a esmo, a cronologia é perfeita, você enxerga que o começo, meio e fim estão ali de caso pensado, e não jogados de qualquer jeito.

Se eu tenho alguma ressalva, e porque sou chata mesmo, é a quantidade de repetições na narrativa de terceira pessoa, com muitos “a francesinha isso” “o aventureiro aquilo”. Afora isso, eu diria que o livro é perfeito. Porque nem essa pequena ressalva tira a chama ardente que esse livro possui. 5 super estrelas.

my rating 5 stars

Por Anna Camila

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s