[Outubro do Terror] Resenha: Alerta de Risco – Neil Gaiman

000000

Alerta de Risco
Autor: Neil Gaiman
Editora: Intrínseca
Páginas: 309

Sinopse:

É com palavras assim que Neil Gaiman apresenta Alerta de Risco, uma rica coletânea de histórias de terror e de fantasmas, ficção científica e conto de fadas, fábula e poesia que exploram o poder da imaginação.

Em “História de aventura”, Gaiman pondera sobre a morte e sobre como, ao morrer, as pessoas levam consigo suas histórias. No suspense “Caso de morte e mel”, ele nos presenteia com sua versão do mundo de Sherlock Holmes. Em “A Bela e a Adormecida”, duas conhecidas personagens de contos de fadas têm suas histórias entrelaçadas em uma releitura bastante original. “Hora nenhuma” é um conto muito especial sobre Doctor Who, escrita para o quinquagésimo aniversário da série de tevê, em 2013. E há também um conto escrito exclusivamente para esta coletânea: “Cão negro”, que revisita o mundo de Deuses americanos ao narrar um episódio que envolve Shadow Moon em um bar durante seu retorno aos Estados Unidos.

Um escritor sofisticado cujo gênio criativo não tem paralelos, Gaiman hipnotiza com sua alquimia literária e nos transporta para as profundezas de uma terra desconhecida em que o fantástico se torna real e o cotidiano resplandece. Repleto de estranheza e terror, surpresa e diversão, Alerta de Risco é um tesouro que conquista a mente e agita o coração do leitor.

Minha Resenha:

A versatilidade de se comunicar é o que faz Neil Gaiman um dos autores mais queridos de ficção na atualidade. Com um texto fluído, a linguagem que Gaiman emprega em seus livros é sempre impressionante e nesta coletânea de contos não poderia ser diferente.

“A vida imita a arte, mas de maneira desajeitada, copiando seus movimentos quando pensa que ela não está reparando.”

Alerta de Risco é um livro que vai proporcionar ao leitor uma série de impressões, que vão de raiva até surpresa. Os contos escolhidos pelo autor são ávidos por nos proporcionar sensações que dependerá não só de nossas próprias percepções, mas da nossa eterna bagagem.

Gaiman é cuidadoso em explicar o caminho que esta leitura trará aos seus leitores, alertando sobre os possíveis incomodos que a natureza humana é capaz de nos cutucar! Pois bem, esteja atento que logo no início do livro, magistralmente, o autor “conversa” com você sobre o que está por vir. E acredite, as dicas dele valem a pena.

“Certas coisas ficam à espreita, esperandao pacientemente por nós, em passagens sombrias da nossa vida. (…) Elas permaneceram lá na escuridão, à espera, se exercitando, praticando seus golpes mais potentes, o soco impetuoso, duro e insensível no estômago, só aguardando o momento em que voltaríamos por aquele caminho.”

Mas vamos falar sobre os contos, estrelas em forma de palavras escritas de forma habilidosa.

Alerta de Risco traz vinte e três contos. Alguns deles possuem uma verdade assombrosa, outros remetem a um realidade estranha e cruelmente humana. Contudo, permita-me citar pelo menos cinco deles.

Seguindo a ordem do livro:

1. Detalhes de Cassandra:

Ah, este conto me deu um certo calafrio pela forma como Gaiman conduziu a construção do clímax. A personagem Cassandra é a chave de um mistério. Mas é o seu desfecho que me deixou impressionada. Uau!

2. A Verdade é uma caverna nas Montanhas Negras:

Duro, cruel e direto. Acompanhamos a jornada de um homenzinho para encontrar uma caverna nas Montanhas Negras, local que abriga um tesouro.

3. Caso de Morte e Mel:

Sherlock Holmes e Neil Gaiman. Um conto inusitado e ricamente escrito. Não vou escrever mais nada a não ser LEIA!

4. Hora Nenhuma:

Juro, se existe algum fã de Doctor Who por aqui (ou de ficção científica) ficará maravilhado com este conto. Não só por ser uma história rica em detalhes e um suspense bem característico da série, o autor faz uma bela homenagem ao Doutor, a TARDIS  e todo o universo. Só queria ver na telinha! Seria mais que perfeito!!!

5. Cão Negro:

Acho que vou deixar o conto falar por si mesmo.

“Dez línguas numa só cabeça a esperar
O pão uma delas foi buscar;
Para os vivos e os mortos alimentar.
CHARADA ANTIGA”

Descobrir Neil Gaiman este ano foi uma bela surpresa para mim. E o livro de contos foi outra barreira que ultrapassei, uma vez que não é um tipo de texto que me atrai.

De alguma forma, o tempo acaba lhe atraindo para novos desafios e leituras. Espero que na sua sua estante tenha um lugar especial para Gaiman. E que Alerta de Risco também tenha uma chance como teve comigo.

“Pronto. Considerem-se alertados. Há muitos pequenos gatilhos por aí, sendo disparados pela escuridão, enquanto escrevo isso. O alerta está feito. Agora temos que nos preoupar apenas com os outros livros e, é claro, com a vida, que é imensa e complicada e não dá nenhum alerta antes de nos ferir.” (Neil Gaiman)

5pumpkins

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s