Resenha: Charlotte Street, de Danny Wallace

CharlotteStreet

Charlotte Street
Autor: Danny Wallace
Editora: Novo Conceito
Ano: 2012
Páginas: 399

Sinopse:
Tudo começa com uma garota… (porque sim, sempre há uma garota…) Jason Priestley acabou de vê-la. Eles partilharam de um momento incrível e rápido de profunda possibilidade, em algum lugar da ‘Charlotte Street’. E então, em um piscar de olhos, ela partiu deixando-o, acidentalmente, segurando sua câmera descartável, com o filme de fotos completo… E agora Jason — ex-professor, ex-namorado, escritor e herói relutante — se depara com um dilema. Deveria tentar seguir A Garota? E se ela for A garota? Mas aquilo significaria utilizar suas únicas pistas, que estão ainda intocáveis em seu poder… É engraçado como as coisas algumas situações se desenrolam…

Minha Resenha:
Eu precisava de um livro que me garantisse estancar a ressaca literária pós-Outlander, O Resgate no Mar (leia nossa resenha aqui), e escolhi Charlotte Street por estar na minha estante desde que ganhei ano passado em um dos sorteios do Clube do Livro da cidade onde resido. Foi uma leitura diferente do que esperava!

A história se passa em Londres, mais precisamente em uma rua movimentada chamada Charlotte Street, em que um jornalista ajuda uma estranha cheia de sacolas a pegar um táxi. Em retorno, uma câmera descartável de 35 mm é deixada pela misteriosa passageira e, como dizem que a primeira impressão é a que fica,
o nosso jornalista fica louco para saber quem é essa garota.

Bem, assim começa a jornada de Jason Priestley…. yep, se você foi adolescente nos anos 90, e era fã de Brendon Walsh (Barrados no Baile), deve estar se acabando de rir. Apesar do carma de ter um homônimo famoso, conhecemos que a vida de Jase anda bem complicada.

“Acredito realmente que as coisas mudam, é claro. Mas, na minha experiência, acredito que, frequentemente, as coisas mudam porque as pessoas não mudam”. (Jase)

O que posso dizer é que nosso protagonista está numa BAAAAAAAAD dos infernos. Trabalhando como freelancer de um jornal popular, com a vida amorosa em frangalhos após o término com a namorada, o rapaz tem como sorte viver em um pequeno apartamento que divide com seu amigo Dev. E é a amizade, em sua forma mais ampla, que faz o livro render.

Charlotte Street possui muitas coisas acontecendo ao mesmo tempo. Por isso, apesar da capa do livro afirmar ser uma história de amor, o enredo vai além. É uma história sobre a vida repleta de erros, coincidências, mancadas e clichês. Então não se assuste a se ver lendo várias situações no mesmo capítulo, afinal a vida é dinâmica!

“As pessoas ao seu redor são você. Elas dividem a sua história. Elas podem até escrevê-las com você. E quando você perde uma, não há dúvida de que você perde uma parte sua.” (Jase)

Sobre a diagramação, meu velho desconforto com a leitura é o tamanho e a fonte utilizadas pela editora. Quem tem astigmatismo, pode sofrer um bocado pela letra pequena. No restante, eu gostei muito do que vi. E adorei a capa!

Já sobre a escrita de Danny Wallace… bem, preciso explicar uma coisa. Este livro é recheado de humor britânico, ou seja, ácido, sarcástico e repleto de referências. Quem não conhece muito da Inglaterra, pode perder um pouco das piadas e do contexto que seus personagens falam. Atrapalha um pouco a leitura, mas nada tão ruim que possa prejudica-la…

… CONTUDO, apesar da escrita divertida do autor, há alguns problemas de fluidez no texto. Ora ocasionada pelo desenvolvimento dos enredos secundários (amigos, ex-namorada, etc), ora pelo mistério envolvendo A Garota (título dado a mulher que ele quer encontrar). Foi cansativo algumas vezes, mas valeu chegar até o desfecho.

“O fato era que eu não estava preocupado com o que aquilo era. Sorte, destino, circunstância, o nome não importava; o que importava era como a situação me fazia sentir.” (Jase)

Como leitora, foi divertido andar pelas ruas de Londres e conhecer os personagens engraçados de Danny Wallace, que escreveu alguns diálogos hilários e dicas de como sobreviver a um coração partido. O mais importante, é que jamais… JAMAIS vá a uma festa de um ex sem seus amigos. (risos) Acredite, Jase sabe muito bem o que isto significa.

Classificação: 4 estrelas, Fish n’ Chips e uma Zubr!

4estrelas

3 pensamentos sobre “Resenha: Charlotte Street, de Danny Wallace

  1. Oii, boa noite!
    Adorei sua resenha! Eu li este livro em 2015 e apesar de alguns poréns, me surpreendi com a história. Fiquei muito feliz de encontrar mais um leitor que deu uma chance a obra e que compreendeu o humor britânico, pois a grande maioria nem finaliza a leitura, rs.
    Beijos ❤

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s